Elemar DEV

Tecnologia e desenvolvimento

Você é o ÚNICO responsável pela qualidade do código que produz!

Olá. Tudo certo?

Se há algo que aprendi, tanto academicamente quanto empiricamente, é que a motivação é intrínseca ao indivíduo. Ou seja, fatores externos podem, no máximo, criar a condição favorável (ou desfavorável) para que você se sinta (des)motivado.

Como programadores, escrevemos código. Esta é parte significativa do nosso trabalho. Todos deveríamos saber fazer isso. Concorda?

Código de qualidade, limpo e expressivo, é o resultado da produção de um bom programador. Um programador que se importa (motivado) sempre escreve o melhor código (que consegue). Se assume uma dívida técnica, trata de pagar a mesma no menor prazo possível. Afinal, essa é a sua responsabilidade e isso é intransferível.

A qualidade do código de um programador não pode ser, definitivamente, influenciada por fatores externos. Código bom é mérito do programador! Código ruim, TAMBÉM.

As dívidas técnicas que você assume, programando, são suas. Não são do seu gerente, analista, Scrum Master, Product Owner, ou qualquer espécie exótica que podemos encontrar no universo corporativo.

Se você não escreve testes de unidade, é uma decisão SUA! Se o seu código está bagunçado, é uma decisão SUA!  Se o nível de acoplamento está alto, é uma decisão SUA!

Se um ambiente medíocre faz com que seu trabalho fique medíocre. Desculpe informar, mas, você é tão medíocre quanto seu ambiente.

Como categoria, temos que parar de arrumar fracas desculpas para nossos desempenhos fracos. Sempre disse e repito: “Não podemos terceirizar a gestão de nossas carreiras”. Da mesma forma, não podemos “delargar” para os outros a responsabilidade pelo trabalho que realizamos.

Seu código não estar fazendo o que o cliente precisa pode até ser, em alguns casos,  responsabilidade do contexto. Entretanto, a forma como esse código está escrito é responsabilidade intransferivelmente sua.

Não concorda?! Comente e discutimos.

7 comentários em “Você é o ÚNICO responsável pela qualidade do código que produz!

  1. Lucas Do Prado Polo
    10/03/2013

    Este seu texto é a mais pura verdade.

    Desde que eu li a série Clean Code do Uncle Bob e mais algumas outras referências (Programador Pragmático, Desenvolvimento Guiado a Testes), assumi para mim a responsabilidade de que a qualidade do código é apenas do programador, e que muitas vezes, quando não temos uma atitude profissional, colocamos a culpa nos prazos, nos chefes chatos e cliente implicantes, sendo que isso não justifica fazer um serviço de qualidade ruim.

    Muitas vezes a pressão e o prazo são as principais justificativas e eu sei que é complicado, mas muitas vezes basta explicar a situação e ser comunicativo para o cliente compreender. Outra forma de aliviar também é com a prática, através de treinamentos e estudos, você pode ser capaz de escrever um código melhor em menos tempo, além de, quando for possível, usar a linguagem correta que facilite a qualidade do código e a produtividade.

    • elemarjr
      10/03/2013

      Como eu disse, saber escrever bom código é responsabilidade do programador. O caso é que há uma tendência de querer “aprender” nos projetos dos clientes. Ou seja, projetos se convertem em laboratórios.

      Se alguém quer escrever testes de unidade, que gaste algum tempo aprendendo a dinâmica em projetos particulares. Desenvolva sua “musculatura” em testes fora da empresa. Assim, quando for vender (pelo exemplo) terá menos resistência.

  2. Juliano Sales
    10/03/2013

    Excelente post Elemar, concordo com você, todos os desenvolvedores e responsável pelo seus atos, algum tempo atras publiquei um artigo no meu blog falando sobre desenvolvimento de software e muito mais do que criar código, foi um tempo onde olhei para o meu código e vi o quanto que eu não estava sendo profissional, e o que tem me motivado é a seguinte frase “Sempre respeite o seu código se dedique a ele até que outros possam ler como um bom livro escrito por um bom autor”.
    Hoje sou bem radical em falar que se você não se importa com o seu código como você pode se considerar um profissional.

  3. Matheus
    10/03/2013

    Isso é conhecido como o Principio da Responsabilidade Unica… Ops, espera…

  4. thipag
    30/06/2013

    Discordo completamente! Claro que eu tenho todo o direito de discordar. Mas digamos que você seja um desenvolvedor vacinado contra os malefícios do XGH. Aí seu chefe quer que você desenvolva algo que levaria 2 semanas para se fazer direito, com testes unitários, bem estruturado em camadas, etc em apenas 1 dia. O que você faz ?

    a). Manda o seu chefe enfiar o emprego naquele lugar.
    b). Vira a noite fazendo algo no mínimo aceitável só pra entregar.

    De quem é a culpa ? Sua por ter que pagar as suas contas do mês, família para alimentar, financiamento do apartamento pra pagar. Ou da gerência ridícula que não está nem aí para os seus funcionários ?

    Os pobres peões sempre são penalizados e culpados por decisões da gerência, e isso cria uma cultura na empresa de desconfiança, cobras venenosas e puxação de tapetes, já que sempre vão fazer as coisas erradas e sempre vão querer uma cabeça pra colocar a culpa e cortar.

    A culpa é sempre de quem está no comando, chega da síndrome de rainha de copas (alice no país das maravilhas). CORTEM-LHE A CABEÇA!!!!

    Essa é a minha visão de 7+ anos de trabalho na área de desenvolvimento de software.

    • elemarjr
      30/06/2013

      Meu amigo, respeito o seu direito de discordar, mas, convenhamos, sete anos de experiência e toda essa dependência para a empresa onde trabalha. Considerando ainda um mercado tão aquecido?

      Considero desprezível essa tendência que temos de terceirizar a gestão de nossas carreiras e, mais que isso, a responsabilidade pela qualidade do trabalho que NÓS produzimos para a gestão.

      Recomendo, fortemente, a leitura do livro Clean Coder (sobre praticas de profissionais da área)

    • elemarjr
      30/06/2013

      Em tempo, também fundamento minha opinião em minha experiência, que é um pouquinho maior.
      ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10/03/2013 por em Post e marcado .

Estatísticas

  • 626,265 hits
%d blogueiros gostam disto: